I dreamed a dream

Eu acho genuinamente que são os sonhos que comandam a vida. Sem eles como seríamos capazes de orientar o nosso caminho ao longo da vida? Acredito que os sonhos são o Norte de todas as nossas bússolas, que são os sonhos que nos motivam todos os dias para tirar o rabo da cama e fazer algo. Acho que passamos a vida atrás de algo, como um cão que corre atrás de um osso, mesmo que em determinados períodos da nossa vida sejamos como aquele cão que anda às voltas no mesmo lugar perseguindo a própria cauda.
Será que não é o sonho de toda a gente o de ser feliz? Nunca ninguém me respondeu que queria ser infeliz ou medianamente satisfeito com aquilo que tem, acho que temos sempre em vista algo maior, melhor para nós próprios.
Muitos podem responder: "o meu era ser médico", "o meu era ser músico, ter uma banda e viajar pelo mundo", "o meu sonho era ter uma família enorme e uma casa com um jardim". Mas será que isso tudo não faz parte de um objectivo maior?
E não são essas coisas que almejamos, as mesmíssimas coisas que acreditamos que nos farão felizes?
Acho que os sonhos não passam de um retrato daquilo que desejamos que seja a nossa realidade.
O meu maior sonho é ser feliz, com tudo o que isso implica, e acho que esse é um sonho que vamos construindo ao longo da nossa jornada pela vida e que algumas vezes está coberto pelas mais negras e carregadas nuvens, mas que em determinados períodos está tão perto de nós que quase que sentimos que podemos tocar-lhe antes que ele se fuja por entre os nossos dedos. Mas quando eles estiver perto de vós, agarrem-no com todas as vossas forças, dêem-lhe todos os motivos para ficar e nunca, mas nunca deixem de lutar por ele, seja ele qual for.
 
«Matar o sonho é matarmo-nos. É mutilar a nossa alma. O sonho é o que temos de realmente nosso, de impenetravelmente e inexpugnavelmente nosso
Fernando Pessoa
♥ feelin':
publicado por C. às 00:37 | link do post | comentar